UTILIZE O CUPOM
PRIMEIRACOMPRA
GANHE 5% DE DESCONTO E 5% DE CRÉDITO EM TODAS AS COMPRAS.
CUPOM
PRIMEIRACOMPRA
5% OFF + 5% DE CRÉDITO.

Escolha seus produtos para saúde
Mulher com incontinência


Tudo Sobre Incontinência Urinária


O que é incontinência urinária?


Se você perde urina acidentalmente com frequência, você tem algum tipo de incontinência urinária. Cerca de 35% dos idosos que vivem sozinhos têm algum grau de incontinência, e a taxa é muito mais alta em casas de cuidados para idosos.

 

A incontinência não é apenas um incômodo. Muitos idosos desistem de suas atividades favoritas por medo da ocorrência de um escape. A condição pode prejudicar sua auto-estima e levar à solidão e à depressão.

 

Algumas pessoas ficam tão envergonhadas com a incontinência urinária que nem mesmo contam ao médico sobre o problema, e os cuidados médicos adequados podem ajudar muitas pessoas idosas a recuperar o controle da bexiga. A incontinência não é necessariamente um sinal de envelhecimento ou fraqueza- é uma condição médica que geralmente é fácil de tratar.

 

Quais são os diferentes tipos de incontinência?

 

Incontinência de urgência:


A maioria das pessoas idosas com problemas para segurar a urina sofre desse tipo de incontinência, também conhecido como bexiga hiperativa. A parede muscular da bexiga se contrai várias vezes ao longo do dia, criando uma necessidade repentina e urgente de urinar, mesmo que a bexiga não esteja cheia. Muitas vezes, pequenas quantidades de urina escapam antes que a pessoa consiga ir ao banheiro.


As bexigas ficam naturalmente mais agitadas com a idade, mas muitos fatores podem piorar a incontinência de urgência. A condição é particularmente comum em sobreviventes de derrame e pessoas com doença de Parkinson, algumas formas de câncer, esclerose múltipla, infecções do trato urinário ou, em homens, aumento da próstata.

 

Incontinência por transbordamento


Muitos idosos têm incontinência pelo motivo oposto: a bexiga não se contrai completamente. O fluxo de urina diminui para um gotejamento e a bexiga nunca fica vazia. Essa condição, chamada de incontinência por transbordamento, também pode ocorrer quando há uma obstrução do tubo que leva a urina para fora da bexiga (a uretra). Muitas pessoas com esta síndrome produzem um gotejamento frequente ou mesmo constante de urina.


Qualquer coisa que possa amortecer os nervos que controlam a bexiga - incluindo diabetes, cirurgia de próstata e medicamentos como analgésicos narcóticos e sedativos - pode causar incontinência por transbordamento. A condição também pode ser um efeito colateral de medicamentos prescritos para controlar tremores e drogas que controlam a hipertensão (bloqueadores dos canais de cálcio). Medicamentos de venda livre, como os anti-histamínicos, também podem contribuir para esse tipo de incontinência. Nos homens, a incontinência por transbordamento geralmente ocorre porque uma próstata aumentada está bloqueando o fluxo de urina.

 

Incontinência de esforço


Muitas mulheres têm um problema de controle da bexiga chamado incontinência de esforço, o que significa que muitas vezes perdem pequenas quantidades de urina quando riem, espirram, tossem ou fazem exercícios. Mulheres mais velhas são especialmente propensas a essa condição porque as quedas no estrogênio podem enfraquecer os tecidos que retêm a urina.

 

O que posso fazer para superar a incontinência?

 

Se você tiver problemas para controlar a urina, marque uma consulta com seu médico de família, urologista ou geriatra. O médico pode determinar seu tipo específico de incontinência (ou às vezes mais de um tipo), verificar quais condições ou medicamentos podem estar causando o problema e, o mais importante, ajudá-lo a encontrar uma maneira de recuperar o controle.

 

Em muitos casos, mudanças simples no estilo de vida são suficientes para superar a incontinência. Se você tem uma bexiga hiperativa, seu médico pode sugerir que estabeleça uma programação regular para beber e urinar para treinar novamente a bexiga.

 

Para obter o máximo em remédios simples, as mulheres com incontinência de esforço podem evitar muitos acidentes cruzando as pernas ao rir, tossir ou espirrar. Outras soluções rápidas incluem reduzir a cafeína e o álcool, urinar antes de sair de casa ou ir para a cama e urinar com frequência, quer você sinta a necessidade ou não.

 

Mulheres com incontinência de esforço geralmente se beneficiam dos exercícios de Kegel, que fortalecem os músculos do assoalho pélvico. Estes são os músculos que você usa para interromper a urina no meio do fluxo. Aperte-os de 10 a 20 vezes seguidas, segurando cada aperto por 10 segundos, e repita a sequência três vezes ao dia. Quase 80 por cento de todas as mulheres que experimentam os exercícios dizem que sua incontinência melhorou significativamente ou até mesmo curou em oito semanas.

 

Algumas pessoas também confiam no Pilates quando se trata de um regime de fortalecimento muscular como medida de prevenção. Embora as evidências do Pilates sejam, na melhor das hipóteses, anedóticas, o que os médicos sabem com certeza é que a atividade física em geral reduz o risco de desenvolver incontinência.

 

Enquanto isso, muitos idosos podem se manter móveis e ativos com a ajuda de absorventes que cabem em suas roupas íntimas ou mesmo em fraldas de adultos; estes estão disponíveis sem receita médica em drogarias e supermercados. Com o uso dessas ajudas, muitos idosos retomaram suas atividades anteriores, como viajar e ir ao baile. Use roupas escuras e largas para ajudar a esconder quaisquer manchas, aconselha a Cleveland Clinic, que também recomenda o uso de creme de proteção.

 

E se as medidas de autoajuda não forem suficientes, seu médico tem muitas maneiras de ajudar, que podem incluir terapia medicamentosa.

 

Mais informações

 

Associação Nacional de Incontinência (EUA) http://www.nafc.org

Uma organização norte-americana fundada para aqueles que sofrem de incontinência.

 

Fundação Simon http://www.simonfoundation.org

Uma organização norte-americana sem fins lucrativos que publica um boletim informativo sobre tratamentos e pesquisas para incontinência.

 

Referências

 

Associação Nacional para a Incontinência. Os medicamentos que tomo podem afetar o controle da minha bexiga ou intestino? http://www.nafc.org/bladder-bowel-health/frequently-asked-questions/#Question2

 

Clínica Mayo (EUA). Incontinência urinaria. http://www.mayoclinic.com/health/urinary-incontinence/DS00404

 

Duong TH, Korn AP. A comparison of urinary incontinence among African American, Asian, Hispanic, and white women. Am J Obstet Gynecol;184(6):1083-6.

 

Dugan E, Roberts CP, Cohen SJ, Preisser JS, Davis CC, Bland DR, Albertson E. Why older community-dwelling adults do not discuss urinary incontinence with their primary care physicians. J Am Geriatr Soc; 49(4):462-5.

 

Elliott DS, Lightner DJ, Blute ML. Medical. Management of overactive bladder. Mayo Clin Proc.;76(4):353-5.

 

Por Laurie Udesky (Jornalista de Saúde) e Chris Woolston (Jornalista de Saúde)

Encontre seus produtos para saúde e receba em todo Brasil.
Lembrou de alguém? Compartilhe!
  • Fralda para Incontinência Adulto Molicare Premium Slip M 30 un - Hartmann

    Por: R$ 190,16

    Comprar
  • Fralda para Incontinência Adulto Molicare Premium Slip XL 14 un - Hartmann

    Por: R$ 121,03

    Comprar
  • Fralda para Incontinência Adulto MoliCare Premium Elastic 8 Drops M 26 un - Hartmann

    Por: R$ 171,56

    Comprar
  • Curativo Aquacel Ag Extra 5X5cm - Convatec

    Por: R$ 405,96

    Comprar
  • Kit guia de agulha Site-Rite 21G - 10 un por caixa - BD

    Por: R$ 78,50

    Comprar