Bloquinhos de madeira com letras formando a palavra "diabetes" em um fundo azul com agulhas e seringas e cubos de açúcar em cima


Dia Mundial do Diabetes: proteja a sua família


Por Suprevida

 

 

Mais de 425 milhões de pessoas convivem com o diabetes em todo o mundo. A cada 8 segundos, alguém morre por causa da doença, segundo a Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês). E o principal motivo desses números alarmantes é a falta de conhecimento sobre o mal e o quase total desconhecimento sobre os sinais da doença.

 

Uma pesquisa conduzida pela IDF em 2018 descobriu que a maioria dos pais têm dificuldade para identificar os sinais do diabetes em seus próprios filhos. Apesar da maioria das pessoas pesquisadas terem um membro da família com a doença, 4 em cada 5 pais têm problema para reconhecer os sinais de alerta e 1 em cada 3 não sabe identificar nenhum sinal.

 

Por isso, o tema do Dia Mundial do Diabetes, 14 de outubro, é a família. Não só ela tem um papel fundamental na detecção da doença em um dos membros – qualquer um deles; não só os filhos –, mas também os membros dela funcionam como uma espécie de rede de apoio às pessoas afetadas, ajudando na gestão, nos cuidados e até mesmo na prevenção do diabetes.

 

Mais de 50% dos casos de diabetes 2 podem ser evitados simplesmente adotando um estilo de vida saudável. Reduzir os riscos da sua família é algo que começa em casa, diz a IDF. Adotar uma alimentação mais saudável em casa e estimular a prática de atividade física dos filhos e do companheiro ou companheira é uma das medidas mais efetivas na prevenção do diabetes 2.

 

O diabetes tipo 2, também chamado de não insulino-dependente ou diabetes de adulto, é responsável por pelo menos 90% de todos os casos de diabetes. Embora ela seja mais comumente diagnosticada em idosos, mais e mais os especialistas vêm observando o aparecimento em crianças, adolescentes e adultos jovens devido aos níveis crescentes de obesidade, sedentarismo e dieta baseada em açúcar e produtos industrializados.

 

Assim como o tipo 1, o tipo 2 é caracterizado pelo excesso de açúcar no sangue, o que desencadeia uma série de complicações, de infarto à perda de visão. A causa da glicemia alta decorre de um fenômeno conhecido como resistência à insulina. E os sintomas só aparecem anos depois da instalação da doença. diz artigo da revista Saúde é Vital.

 

O diagnóstico precoce e o tratamento são elementos-chave para prevenir ou retardar o aparecimento dessas complicações. Por isso é tão importante que a família aprenda a reconhecer os sinais da doença. Eles são os mesmos do diabetes 1. Veja só:

 

• boca seca e sede exagerada
• micção frequente, isto é, muitas idas ao banheiro para fazer xixi
• falta de energia e cansaço
• cicatrização lenta de feridas
• visão embaçada
• formigamento ou dormência nas mãos e nos pés
• infecções recorrentes na pele

 

 

Calculadora de risco

 

A Novo Nordisk elaborou uma calculadora on-line onde é possível estimar os riscos de você desenvolver diabetes 2. Faça o teste aqui.

 

Saiba mais sobre esse assunto

Produtos relacionados:

  • Seringa Insulina com Agulha BD Ultrafine 6x0,3 30Ui 10un

    Por: R$ 40,39

    Comprar
  • Seringa Insulina com Agulha BD Ultrafine 6x0,3 50Ui 10un

    Por: R$ 40,39

    Comprar
  • Agulha para Caneta de Insulina 31G BD Ultrafine Curta 100un

    Por: R$ 113,14

    Comprar
  • Seringa Insulina com Agulha BD Ultrafine 8x0,3 30Ui 10un

    Por: R$ 40,39

    Comprar
  • Categorias Relacionadas: