Controle da pressão arterial ajuda a prevenir a demência | Suprevida


Médico medindo pressão de paciente


Controle da pressão arterial ajuda a prevenir a demência


Por Suprevida

 

 

Manter a mente afiada e a demência como uma possibilidade distante depende, pelo menos em parte, do controle da pressão arterial, apontou estudo.

 

A demência é um termo guarda-chuva que abarca várias doenças, entre elas o Alzheimer. A sua principal característica é a perda cognitiva progressiva, que leva à perda de memória e a redução – às vezes perda total – de tomar decisões.



Feito por pesquisadores do Instituto Nacional de Desordens Neurológicas e AVC (NINDS), dos Estados Unidos, o estudo analisou imagens do cérebro feitas por ressonância magnética de 9.300 pessoas com hipertensão. Todas elas tinham 50 anos ou mais.



Eles descobriram que aquelas pessoas que faziam um controle intensivo da pressão arterial apresentavam um acúmulo muito lento de lesões no cérebro quando comparadas a quem só fazia um controle padrão.

 

Controle considerado intensivo é aquele que consegue manter a pressão arterial sistólica – o valor mais alto quando fazemos exame da pressão – abaixo de 120 mmHg. O controle padrão apenas recomenda aos hipertensos manter a pressão sistólica abaixo de 140 mmHg.



Essas lesões, localizadas na chamada substância branca, refletem o que está acontecendo nas partes mais profundas do cérebro, segundo os cientistas. Hoje já se sabe que essas lesões estão relacionadas com o aparecimento de diversas doenças cerebrais e com déficit cognitivo.

 

Sabe-se também que os hipertensos têm mais chance de apresentarem acúmulo dessas lesões e mais risco de, na velhice, apresentarem demência e declínio mental.

 

 

Remédio contra pressão também parece afastar risco

 

Um novo estudo, publicado em 2019 no Journal of Alzheimer’s Disease, é mais um a acrescentar que realmente parece haver uma ligação entre hipertensão e perda cognitiva.

 

O estudo se baseou na análise de um banco de dados alemão chamado Disease Analyzer, que reúne informações de saúde de milhões de pessoas. O que os pesquisadores descobriram é que idosos que faziam tratamento com remédios para hipertensão tinham menor incidência de demência.

 

Apesar dos resultados, os cientistas alertam: não há nenhuma garantia de que quem toma hipertensivo nunca vá ter demência, mas que talvez seja importante prescrever remédios para pressão alta no contexto de prevenir a demência.

 

 

Gostou do artigo acima? Então confira esse artigo sobre depressão e pressão alta: fatores de risco.

Saiba mais sobre esse assunto

Produtos relacionados:

  • Bolsa De Uma Peça Para Ostomia Drenável Opaca Com Adesivo Hollister Premier Recortável Até 64mm 10un

    Por: R$ 360,00

    Comprar
  • Bolsa Para Ostomia, Drenável, Com Filtro, Transparente Hollister New Image 44mm 10un

    Por: R$ 301,43

    Comprar
  • Convacare Lenço Barreira Protetora 100un

    Por: R$ 214,29

    Comprar
  • Bolsa Sur Fit Plus Drenável Opaca 38 mm 10un

    Por: R$ 156,43

    Comprar
  • Curativo Hartmann Hydrofilm 15X20cm 50un

    Por: R$ 654,29

    Comprar