Uma senhora fazendo alongamento nos braços


Recuperação de lesões: RGCE e cuidados especiais


De volta à ação: um plano de recuperação de lesões em 5 etapas


Por Tonia Moore


Numa época em que o exercício regular parece estar em baixa, aqueles que tomam o tempo para se exercitar têm motivos para se orgulhar. Quando o exercício leva a uma tensão, entorse ou lesão por uso excessivo, a dor não é apenas física, mas psicológica. Embora seja fácil começar a se sentir para baixo quando você não consegue se revigorar com a sua caminhada habitual, não caia na armiha do "Por que eu?". Em vez disso, consulte o seu médico e siga estes passos. Você estará correndo pelo parque ou piscina - ou compartilhando sua história de guerra com seus amigos na academia - em pouco tempo.


1. RGCE


A resposta imediata às lesões esportivas mais comuns é frequentemente chamada de abordagem RGCE. (Este não é o caminho certo para tratar um osso quebrado ou qualquer lesão que o deixe fora de alinhamento ou incapaz de suportar seu peso; esses problemas exigem cuidados de emergência.) RGCE significa repouso, gelo, compressão e elevação. Descanso não significa que você tire uma soneca; Significa simplesmente que você deve parar de fazer o que levou à lesão. Assim que possível, aplique uma bolsa de gelo envolvida em uma toalha fina (nunca aplique gelo diretamente sobre a pele) por 20 minutos; continue a congelar a área lesada por períodos de 20 minutos, quatro a oito vezes por dia, nos próximos dois dias. Ao mesmo tempo, você quer colocar uma leve pressão na área (que é a parte de compressão), talvez usando uma bandagem elástica envolvente da farmácia. (Isso ajuda a reduzir o inchaço, mas se a sua circulação está prejudicada, você está exagerando!) Eleve a área também, então está acima do seu coração; Se você machucar seu tornozelo ou joelho, poderá achar mais fácil deitar-se.


Isso parece um monte de coisas para fazer de uma só vez, mas se você pegar uma letra de cada vez e se lembrar de que já está começando sua recuperação, não vai desanimar. 


2. Tome os comprimidos certos


A menos que seu sistema não tolere analgésicos de venda livre, é uma boa ideia fazer um curso curto de um que reduza a inflamação, como aspirina, acetaminofeno ou ibuprofeno. Recomenda-se um ou dois comprimidos a cada quatro a seis horas por cinco a sete dias. Você pode parar mais cedo se a dor e o inchaço desaparecerem. Over-the-counter não significa absolutamente seguro, no entanto; Se você toma regularmente outros medicamentos (incluindo álcool), consulte primeiro o seu médico.


3. Aposte no calor


Uma vez que o inchaço diminuiu (geralmente cerca de 48 horas após a lesão), é hora de aplicar calor úmido no local dolorido. Isso porque você chegou a um ponto no processo em que o aumento da circulação na área pode acelerar a recuperação. Use o tipo de almofada de aquecimento que vem com uma inserção esponjosa que você pode umedecer com água; uma opção mais barata (embora não fique quente por muito tempo) é molhar uma toalha e colocá-la no micro-ondas por um minuto.


4. Tente alongamento suave


Agora você quer testar cuidadosamente sua amplitude de movimento na área lesionada. Peça ao seu médico, fisioterapeuta ou instrutor profissional para recomendar alguns movimentos simples, e faça-os devagar, nunca indo ao ponto da dor. Se a área parecer rígida, aplique calor úmido antes de tentar qualquer coisa. Então deixe as reações do seu corpo serem o seu guia. O alongamento reduz a inflamação dos tecidos conjuntivos e realmente acelera o processo de cura.


A velha sabedoria era que você deveria ficar de fora de um músculo puxado ou torcido até que não sentisse mais a menor pontada, mas agora é aconselhável começar com um movimento suave mais cedo. Um estudo descobriu que pessoas que passaram uma semana ou mais descansando depois de uma entorse de tornozelo tiveram mais dor e uma taxa mais alta de re-lesão do que aquelas que estavam em pé e se movendo mais cedo. Então continue fazendo movimentos suaves que se sintam confortáveis. Se você acidentalmente agravar a área, olhe para ela como uma experiência de aprendizado ("Certo, dói quando faço isso demais") em vez de ficar chateado; aplique um bloco de gelo e tente novamente em um dia ou mais, quando se sentir melhor. Se você não se sentir melhor em uma semana ou duas, ou se a dor se tornar mais grave, ligue para o seu médico.


5. Ajuste seu treino


À medida que você volta a ser fisicamente ativo, modifique seus treinos para evitar a nova lesão. Isso pode significar simplesmente reduzir a duração de suas sessões ou seu nível anterior de intensidade, ou pode exigir a mudança para uma atividade que não estressará a área vulnerável. Se você é um corredor com um joelho machucado, por exemplo, pode tentar andar de bicicleta, usar uma máquina de remo, nadar ou correr na piscina - o que parecer melhor para você.


Além disso, faça alguns exercícios de fortalecimento específicos para os músculos que suportam a área que você machucou. Mais uma vez, se for em seu joelho, você quer fortalecer os músculos da coxa (interno, externo e traseiro) de ambas as pernas; força equilibrada aqui pode proteger seus joelhos contra danos futuros.


Pat você mesmo nas costas. Se você não está sentindo dor, você conseguiu: Você está pronto para se divertir com seu treino favorito! Comece com uma versão mais curta e menos vigorosa, se você ainda não fez isso como parte de sua reabilitação; gradualmente trabalhar até o seu antigo período de tempo e intensidade.


Aproveite também para apreciar os notáveis poderes de cura do seu corpo. Superar uma lesão não é exatamente divertido, mas renova sua apreciação pelos prazeres e pelo bem-estar que um estilo de vida ativo pode trazer.



Referências

American Academy of Orthopedic Surgeons, Sprains and Strains: What's the Difference? October 2007.

U. S. Food and Drug Administration. FDA Advises Dietary Supplement Manufacturers to Remove Comfrey Products from Market. July 2001.

PDR Health. Comfrey.

American Cancer Society. Comfrey. November 30, 2009.

National Institute of Arthritis and Musculoskeletal and Skin Diseases. Sprains and Strains. April 2009.

Saiba mais sobre esse assunto

Produtos relacionados:

  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até a Coxa - Pequena - Curta

    Por: R$ 143,49

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até a Coxa - Extra G. Grande - Curta

    Por: R$ 143,49

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até a Coxa - Extra Grande - Longa

    Por: R$ 143,49

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até o Joelho - Extra G. Grande - Longa

    Por: R$ 86,09

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até o Joelho - Pequena - Longa

    Por: R$ 86,09

    Comprar