Meia de compressão


Meia de compressão: saiba quando usar e quais as suas vantagens

Por Suprevida


Ao contrário da maioria das meias, as de compressão têm uma função específica: fazer pressão sobre os vasos sanguíneos para ajudar o sangue a retornar em direção ao coração, desde lá os pés. O sangue que corre nas veias tem que trabalhar contra a gravidade para fluir de volta ao coração.

Qualquer coisa que impeça esse fluxo - como problemas de circulação, falta de movimentação (especialmente após uma lesão ou cirurgia) ou fraqueza nas paredes das veias das pernas, chamada de insuficiência venosa, - faz com que o sangue fique acumulado nas veias da pernas ou dos pés, levando a inchaço, dor e fadiga nas pernas; além de predispor a um coágulo venoso.

Ao comprimir o tecido das pernas, a meia comprime também as veias, ajudando o sangue a retornar ao coração. A maioria das meias de compressão oferece compressão graduada, quer dizer, a pressão maior é nos tornozelos e vai diminuindo à medida que se aproxima da batata da perna.
Elas podem ser usadas em diferentes situações, sendo a maioria delas prescrição médica:

• Para reduzir o inchaço das pernas. Meias de compressão são muito úteis para profissionais que ficam muito tempo em pé e que costumam sofrer com o peso nas pernas no final do dia. Por exemplo: professores, seguranças de prédio etc.

• Quem passa o dia sentado ou costuma faze longas viagens de avião também pode se beneficiar, pois é comum que as pernas fiquem inchadas ao final do dia.

• Na gestação. A gravidez leva à mudança dos hormônios e também ao aumento do volume de sangue circulando pelo corpo – claro, para beneficiar o bebê que está crescendo. Isso aumenta as chances de surgirem problemas de circulação, por isso é comum grávidas reclamarem de inchaço nas pernas e pés e varizes.

• Para quem tem alguma condição de saúde que não pode ou não consegue levantar da cama e tem dificuldade para movimentar as pernas.

• Para quem sofre com varizes e costumam ter dor nas pernas por causa disso.

• Para quem tem queda de pressão quando se levanta. Essa é uma condição médica chamada de hipotensão ortostática ou postural. O uso de meias de compressão ajuda a evitar o acúmulo de sangue nas pernas e também tontura ou até uma queda quando a pessoa levanta.

• Para quem passou por uma cirurgia, vai ficar inativo na cama por algum tempo e quer evitar o desenvolvimento de coágulos na perna.

• Para quem tem risco de desenvolver úlcera venosa ou trombose venosa profunda. Para que você saiba, esses são alguns dos fatores de risco: reposição hormonal; por exemplo, mulheres na menopausa; uso de pílula anticoncepcional; se alguém na família já teve úlcera venosa ou trombose venosa profunda; se a pessoa tem alguma doença inflamatória intestinal.

Para esses casos – a menos que o médico oriente de forma diferente -, as meias têm de fazer parte da rotina diária, ou seja, usadas diariamente, sendo retiradas à noite, para dormir, e para tomar banho. O ideal é que elas sejam trocadas por uma nova a cada 4 a 6 meses.

Aproveite e conheça nossa loja de Produtos para Saúde

Produtos relacionados:

  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até a Coxa - Extra G. Grande - Curta

    Por: R$ 71,43

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até a Coxa - Extra G. Grande - Regular

    Por: R$ 71,43

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até a Coxa - Extra G. Grande - Longa

    Por: R$ 71,43

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até o Joelho - Pequena - Regular

    Por: R$ 71,75

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até o Joelho - Pequena - Longa

    Por: R$ 71,75

    Comprar