Uma pessoa colocando um curativo adesivo na pele de outra pessoa


Curativos adesivos: como prevenir lesões na pele?

Curativos: como prevenir lesões relacionadas a adesivos


Atenção, não se trata de adesivos usados para colar algo! Estamos falando de adesivos médicos, aquela parte grudenta dos curativos e das fitas usadas para manter um catetér preso à pele, por exemplo. Essa colinha desses produtos, por assim dizer, são responsáveis por uma série de complicações na pele, chamadas de MARSI, siga em inglês para lesões de pele relacionada aos adesivos.


O jeito com que se coloca e se retira o curativo e a escolha errada do tipo de curativo para uma determinada situação podem levar a pele a ficar machucada e causar uma série de problemas, principalmente em idosos e em bebês, cuja pele é bem delicada.


Confira algumas dicas que vão ajudá-lo a manter a sua pele saudável, ainda que você tenha de trocar de curativo algumas vezes por semana.


1. Cada curativo tem a sua indicação. Procure usar o indicado pelo seu médico. Muitas coberturas, por exemplo, têm adesivos mais fortes, não recomendados para pessoas de pele frágil e delicada como a dos idosos.


2. Recomenda-se que os curativos sejam apenas um pouquinho maior do que o tamanho da ferida, justamente para reduzir o risco de que a região no entorno da ferida corra a risco de ficar machucada por causa do adesivo.


3. A hora da aplicação é muito importante. Evite limpar a pele com produtos com álcool, por exemplo, já que isso por si só pode irritar a pele. Se for necessário retirar os pelos de determinada área do corpo, evite raspá-los, pois isso também pode causar irritação na pele.


4. Na hora de aplicar o curativo, evite passar o dedo por cima dele, para tensioná-lo ainda mais sobre a pele. Apenas pressione firmemente.


5. A hora da remoção do curativo, claro, é a mais essencial. A remoção cuidadosa evita que a pele seja lesionada. Há algumas opções no mercado para ajudá-lo na retirada do adesivo. Apresentados na forma de spray ou de lenço, eles fazem com que a retirada do adesivo seja indolor e rápida.


6. Agora, se você prefere não usar o produto, comece a puxar o curativo comece a puxá-lo pela “orelha” que você fez na hora de fixá-lo. Isso vai facilitar enormemente o descolamento inicial da cobertura, sem que você precise ficar tentando fazê-lo com a unha.


7. Dobre o curativo sobre ele mesmo, no mesmo sentido do crescimento dos pelos, para reduzir a dor na hora de tirar a cobertura que está presa em áreas muito peludas e evitar o risco de machucar a pele.


Saiba mais sobre esse assunto

Produtos relacionados:

  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até a Coxa - Grande - Regular

    Por: R$ 143,49

    Comprar
  • Shampoo Bebê Love Suave Neutro - 400ml

    Por: R$ 13,57

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até o Joelho - Extra G. Grande - Longa

    Por: R$ 86,09

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até a Coxa - Extra G. Grande - Longa

    Por: R$ 143,49

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até a Coxa - Com Cinto - Extra Grande - Regular

    Por: R$ 86,10

    Comprar