UTILIZE O CUPOM
PRIMEIRACOMPRA
GANHE 5% DE DESCONTO E 5% DE CRÉDITO EM TODAS AS COMPRAS.
CUPOM
PRIMEIRACOMPRA
5% OFF + 5% DE CRÉDITO.

Escolha seus produtos para saúde
Mulher incontinência urinária saúde mental


A incontinência urinária pode afetar a saúde mental da mulher


Milhões de mulheres sofrem com as interrupções diárias da incontinência urinária e novas pesquisas sugerem que isso também pode estar prejudicando sua saúde mental.

 

Para o estudo, cientistas analisaram dados de 10.000 mulheres adultas que participaram de uma pesquisa do Ministério da Saúde Português realizada de cinco em cinco anos. No geral, 1 em cada 10 mulheres relatou ter incontinência urinária, mas a taxa foi de 4 em cada 10 entre as mulheres com mais de 75 anos.

 

Aquelas que relataram incontinência tiveram 66% mais probabilidade do que as outras de terem sido diagnosticados com depressão. Eles também visitavam médicos com mais frequência por motivos de cuidados com a saúde mental, descobriram os pesquisadores.

 

Além disso, as mulheres com incontinência tinham 65% mais probabilidade de dizer que sua saúde estava ruim, de ter mais dificuldade de concentração e de ter mais sentimentos de culpa e baixa autoestima.

 

"Os altos níveis de depressão e baixa autoestima em mulheres que relataram ter incontinência são muito preocupantes", disse a autora do estudo Margarida Manso, urologista do Centro Hospitalar Universitário de São João, em Portugal. “A incontinência urinária pode ser tratada e, embora haja alguns efeitos colaterais potenciais do tratamento, para algumas mulheres, eles podem ser preferíveis aos impactos da doença na saúde mental”.

 

Os pesquisadores não encontraram diferenças substanciais no fumo ou no consumo de álcool entre mulheres com e sem incontinência.

 

Manso disse que os urologistas deveriam perguntar aos pacientes sobre sua saúde mental ao discutir os tratamentos para a incontinência, porque o tratamento de seus problemas físicos poderia ajudar com o fator psicológico da condição.

 

"Pessoalmente, vou enfatizar isso mais com meus pacientes e tentar entender melhor a saúde mental de quem vive com incontinência", disse ela em um comunicado à imprensa da Associação Europeia de Urologia.

 

Christopher Chapple, professor do Sheffield Teaching Hospitals NHS Foundation Trust no Reino Unido, observou em um comunicado à imprensa que a incontinência urinária muitas vezes não é reconhecida pelos médicos até que os pacientes a tenham por algum tempo.

 

“Tem um impacto devastador em qualquer pessoa afetada por ela - predominantemente mulheres, mas também alguns homens”, disse ele.

 

"No entanto, na maioria dos casos, a incontinência urinária pode ser significativamente melhorada ou curada com o tratamento certo", disse Chapple, acrescentando que é importante que os pacientes afetados sejam identificados rapidamente e tratados de forma adequada.

 

Os resultados foram apresentados quinta-feira em uma reunião virtual do Congresso da Associação Europeia de Urologia. Pesquisas apresentadas em reuniões devem ser consideradas preliminares até serem publicadas em um periódico revisado por pares.

 

Mais Informações

 

A Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA tem uma lista de perguntas para os pacientes fazerem a seus médicos sobre a incontinência urinária.

 

FONTE:


European Association of Urology, comunicado à imprensa, 8 de julho de 2021


Por Robert Preidt (Jornalista de Saúde).

Encontre seus produtos para saúde e receba em todo Brasil.
Lembrou de alguém? Compartilhe!
  • Fralda para Incontinência Adulto Molicare Premium Slip M 30 un - Hartmann

    Por: R$ 190,16

    Comprar
  • Fralda para Incontinência Adulto Molicare Premium Slip XL 14 un - Hartmann

    Por: R$ 121,03

    Comprar
  • Fralda para Incontinência Adulto MoliCare Premium Elastic 8 Drops M 26 un - Hartmann

    Por: R$ 171,56

    Comprar
  • Mcgrath Lâmina Tam 3 Pediátrico/Adulto 1 un - Medtronic

    Por: R$ 150,00

    Comprar
  • Fortifit Pro Vitamina de Frutas 470G 1 un - Danone

    Por: R$ 171,69

    Comprar